sexta-feira, 26 de junho de 2009

Mundo

Reparo que o mundo nem é tão bonito como dizem, ultimamente ando vendo o mundo com outros olhos, sem aquela magia, como está no título do blog, como existem lugares feios, como podem as pessoas apegarem-se tanto a vida, aos seus interesses.
Fico vendo lugares como São Paulo, que lugar horrível, aquele rio morto, fedorento, sem vida, lugares precários onde algumas pessoas vivem, sem o mínimo conforto, com barro do lado de fora, esgoto, sujeira, vivem com suas crianças, vão criando da maneira como podem os pobrezinhos, indefesos e vulneráveis a tudo que tem de ruim neste mundo.
O destino do lixo, muitos estão preocupados, mas outros não estão nem aí, fico reparando aos mínimos detalhes, ontem fui a um aniversário e destribuíram saquinhos surpresa para as crianças, com objetos e doces, fiquei pensando em como o homem produz tanta quinquilharia, por exemplo os cabinhos de plástico dos pirulitos, ou as dentaduras de vampiro, as crianças vão brincar uma ou duas horas com aquilo e depois vão jogar fora, no lixo, mas imaginem quantos iguaizinhos aquele não existem por aí jogados em qualquer lugar, uns são reciclados, mas e os que se perdem por aí, já que muitas pessoas nem se preocupam com o destino do lixo.
Em meu trabalho também posso presenciar tantas coisas feias e ruins que existem neste mundo, pessoas que chegam ao fim da vida com doenças terríveis e sofrem no leito de seus lares, alguns com a sorte de terem um ente querido por perto e outros solitários, esperando por uma migalha de solidariedade, carentes de calor humano, coisas tão naturais e inerentes ao ser humano.
Sinceramente, eu não tenho apego a vida, com a exceção dos meus filhos, pra mim este mundo não me é agradável.
Existem lugares bonitos sim, mas ainda acho que Deus nos deu para não esquecermos (como muitos o fazem) de como o planeta pode ser belo, mas penso que o homem transformou o mundo.

3 comentários:

Anônimo disse...

Vida, música de Mestre Ambrósio: Embora a vida /
não me trate com amor, /
eu não me canso de viver, /
não me canso de querer /
ser da vida vivedor ! /
/ /
Mas, cada um /
fia seu caminho ... /
/ /
Cada qual /
saiba do mal, /
todo alguém /
caiba no bem ! /
/ /
Vem, /
tem quem fugindo dela /
ache ela bem má ... /
/ /
Sê quem siga /
á vê-la bela /
e com ela vá ! /
/ /
Agora a vida diz : /
“me trate com valor, /
que eu não me canso de viver, /
não descanso de querer /
ser a vida, vivedor ! “

Vida, a vida em toda sua dimensão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

pq escolho a vida?